Jeronymo Monteiro

O escritor Jeronymo Barbosa Monteiro (1908-1970) é um marco fundamental da literatura infantil e juvenil do Brasil. Foi um dos precursores do rádio-teatro, criador do primeiro detetive brasileiro e da primeira série policial. Mas, acima de tudo, é sempre lembrado como "Pai da Ficção Científica Brasileira".

LENDO E ESCREVENDO PARA OS JOVENS

A CIDADE PERDIDA_capa Terramaear baixaLeitor, esta página é inteiramente dedicada a você, ao seu bom gosto, ao interesse que você sente despertar quando termina de ler um livro. Escreva sempre. Conte à gente o que você achou daquele romancezinho que leu com tanta atenção. Diga o que achou do enredo, se gostou dos personagens, se o autor descreve bem as cenas, se as rodeia com cuidado, se faz com que você próprio pareça estar vivendo todas aquelas vidas que ele utiliza para movimentar o livro. É isso mesmo leitor, diga se o livro tem movimentação, se tudo se passa com naturalidade como se fora a própria realidade. Conte tudo isso. Mas com sinceridade, porque nós queremos avaliar a sua capacidade crítica. Faça isso leitor e estará colaborando com os próprios autores dos livros que você lê. Somente assim eles saberão o que você pensa, se os seus livros estão tendo aceitação apreciável, se eles de fato acertaram na escolha do argumento.

Portanto, A GAZETA JUVENIL segue cumprindo o seu programa: dar aos nossos jovens todas as oportunidades possíveis para que eles possam revelar tudo que sabem.

As melhores apreciações serão publicadas e receberão um prêmio. É mais um estímulo para que os leitores se disponham a transportar para o papel as suas idéias sobre este ou aquele livro. Então, pessoal. Tome do lápis e escreva.

A CIDADE PERDIDA

Brevemente estará em todas as livrarias este novo livro de Jeronymo Monteiro. É lógico que desde já se pode prever um novo sucesso deste escritor que sempre colocou a sua pena a serviço da literatura juvenil, seguindo sempre uma única norma de trabalho: fazer livros em que de fato a juventude possa encontrar diversão, escrever coisas verossímeis, cientificamente verdadeiras.

É só pegar um volume que ele tenha escrito e pronto: a atenção da gente esquece do resto do mundo, voando curiosa em torno do argumento, uma ansiedade louca para saber do fim..”Como é que acaba esta história, será que este denodado explorador da Amazônia consegue encontrar aquele tesouro?…E aquele cientista, por onde andará?… Perdeu-se entre as selvas, terá caído em poder dos índios?…

E uma porção de perguntas, o espírito do leitor vai fazendo a si próprio. Pois Jeronymo Monteiro é assim. Um dia qualquer ele cisma, senta diante da máquina de escrever, ilumina o rosto com um sorriso de quem vai praticar uma boa ação e começa a escrever. E escreve que escreve, e retoca que retoca. Daí a pouco tempo está prontinho outro romance. O que ele fez foi isto, só isto: pegou um tema científico e o revestiu com cores de movimento, com cores de aventuras. E o jovem compra o livro, lê a aventura e ao mesmo tempo apanha o tema científico sem perceber. Mais tarde é que ele percebe a coisa. Então ri contente porque aprendeu uma lição que o professor havia suado para fazer com que ele entendesse e que ele apesar de tudo não entendera.
“Cidade Perdida” é também um livro assim. O intuito dele é dar aos jovens do Brasil umas tantas lições de arqueologia e antropologia, mostrando como é que os sábios descobriram que o nosso país é um dos mais velhos continentes do mundo…Revestindo isso, um enredo jogado com inteligência de Jeronymo Monteiro. Somente o criador do famoso Dick Peter poderia dominar esse campo com tamanha facilidade. Fiquem aguardando o livro que em nada perderão com a espera.

Será com este elegante volume, com capa desenhada por Augustus e impressa em off-set, que a Companhia Editora Nacional, recomeçará a publicação da tradicional coleção Terramarear, incluindo nela pela primeira vez em sua história, o nome de um autor brasileiro.

Cláudio de Souza
A Gazeta Juvenil, nº 02
25 de março de 1948, pág 08.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 7 de dezembro de 2015 por em Sem categoria.
%d blogueiros gostam disto: